Somos um ateliê-escola de modelagem e
produção artesanal de
bolsas e acessórios

O ofício de fazer bolsas – a pelletteria - assim como todos os ofícios artesanais, é uma arte passada de geração em geração, cheia de segredos compartilhados apenas com quem se dedica e enxerga além de cada pedaço de couro ou acabamento bem feito. O processo de desenvolvimento de uma bolsa é lento e muitos vezes fatigoso, mas a satisfação em ver o resultado final é única e emocionante.

Na história moderna, os mestres artesãos se notabilizaram em seu ofício conquistando admiração e respeito, não somente de seus aprendizes e oficiais, mas também, e principalmente, do próprio mercado. Mastri (em homenagem aos Mastri Artigiani italianos) nasce com este objetivo: transmitir os segredos do saber fazer, seja repassando para os alunos os conhecimentos fundamentais da pelletteria, ou pondo em prática os conhecimentos técnicos no desenvolvimento de projetos para outras empresas.

20201119_214716800_iOS.jpg
20201119_190341720_iOS.jpg

Gisele Germany é a modelista fundadora e responsável pela Mastri. Natural de Porto Alegre, é formada em Moda e Estilo pela Universidade de Caxias do Sul, mas foi em Florença, na Itália, que conheceu por acaso a arte de fazer bolsas e trabalhar com couros que acabou mudando a sua vida.

 

Em 2006, ano em que chegou à cidade Italiana, estudou a modelagem de bolsas e artefatos de couro na Alta Scuola di Pelletteria Italiana, curso que abriu as portas para o mercado da região e lhe permitiu colaborar nos quase 10 anos que se seguiram, com marcas de grande importância para a moda internacional como Burberry, Givenchy, Pringle of Scotland, Tiffany & co, Chloè e Victoria Beckham. Em 2012 e 2013 trabalhou na empresa Dolce & Gabbana, em Incisa in Val d'Arno, integrando a equipe de modelistas da Divisione Industriale Calzature e Pelletteria.

 

Como docente, em Florença, ministrou o curso Handbags Construction Techniques para a Universidade italiana FUA- Florence University of Arts.

 

A Mastri é fruto de um projeto que desenvolve há anos paralelo à profissão de modelista, onde estuda profundamente as técnicas de trabalho com o couro e a história e a tradição da ‘pelletteria’ – o ofício de fazer bolsas. Este projeto, unido ao seu retorno ao Brasil em 2015, deu forma a diversos cursos de extensão em modelagem e montagem de bolsas, realizados em colaboração com núcleos de ensino e faculdades de moda e design, além dos muitos alunos no seu espaço na Rua Eudoro Berlink, em Porto Alegre, em 2019 e 2020.

 

Hoje, com sede em Florianópolis mas operando de maneira remota, oferece cursos, mentorias e consultoria, além de uma loja online com livros digitais e ferramentas para a produção artesanal de bolsas.