© 2015 by Gisele Germany

Mastri é um ateliê-escola de produção artesanal e modelagem de acessórios em couro

COMO SE FAZ UMA BOLSA?


Como se faz uma bolsa? Uma explicação rápida traduzida do site da Erredi Pelletterie , empresa italiana produtora de artigos de couro! :)

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A bolsa é ainda um dos poucos objetos em que sua inteira realização é feita à mão. Cada parte de sua composição é um ofício diferente que se aprende depois de anos de trabalho e de prática.

O desenho:

Cada bolsa nasce no papel. Desenhada por mãos talentosas, que traçam retas e curvas, medidas e profundidades, dando origem ao primeiro rascunho da bolsa que está por vir.

A escolha dos materiais:

Definido o desenho e as medidas, se escolhem os materiais com os quais realizar o objeto.

Cada material, seja couro ou tecido, possui uma própria flexibilidade, resistência e moldabilidade, sendo necessário escolher com cuidado o que vai dar vida ao corpo da bolsa. Escolher o material adequado é essencial, seja pela estética final, seja pela praticidade de produção e de utilização.

O molde e o prototipo:

Definidos o couro ou o tecido, se procede com a realização do molde e do primeiro teste.

A bolsa é realizada em um material tipo papelão, mas muito mais modelável, para dar a possibilidade de vê-la realizada e contemporaneamente de poder aplicar as alterações onde necessário.

Depois de pronto, se constrói o molde, ou seja, uma descomposição de cada parte da bolsa em pedaços medidos e precisos de papel. Esses pedaços, que unidos irão formar a bolsa inteira, servirão também para o corte do material definitivo.

O corte:

Uma das fases mais delicadas e difíceis da produção. Mãos seguras e precisas cortam o couro ou o tecido com maestria, seguindo as indicações do molde. São cortadas alças, o corpo da bolsa, e todos os pedaços com eventuais bolsos e forros internos.

Chanfro:

Uma operação importante, através da qual tentamos diminuir as espessuras das bordas do couro, para deixa-las mais maleáveis e fáceis de costurar e colar.

Colagem:

As partes são coladas com cola de contato e outras colas especiais, sendo deixadas secar por uns 10 minutos. Depois são marteladas para deixa-las perfeitamente unidas.

Costura:

Elemento fundamental, porque une o prático ao estilo. Uma boa costura deixa a bolsa sólida, forte e destinada a durar por mais tempo.

Ao mesmo tempo , a costura é um instrumento ornamental fundamental, tanto é verdade que as mais importantes empresas de moda exigem um numero obrigatório e especifico de pontos por centímetro.

Reforços e forros: A parte interna da bolsa é tão importante, ou mais, que a parte externa. O estilo deve encontrar a praticidade e a comodidade de um futuro uso diário da bolsa.

São adicionados forros com bolsos, zipers, divisórias e vários compartimentos.

Montagem e aplicação de acessórios:

Argolas, rebites, placas e pezinhos metálicos são aplicados na bolsa seguindo o desenho inicial. Muitas vezes servem como reforço, ou servem para firmar as alças, e melhoram o aspecto estético da bolsa. O uso de materiais metálicos de qualidade garante aos acessórios de durarem por mais tempo.

Acabamento e limpeza: Últimos retoques para a bolsa. Uma limpeza bem feita doa ao couro luminosidade e elimina as pregas. São removidas eventuais marcas de cola, cortados eventuais fios excedentes da costura e a bolsa é finalmente pronta.