SABER FAZER


Já falei aqui algumas vezes e em tantas aulas sobre o “saber fazer”, mas você já parou para pensar que significado essas duas palavras juntas possuem na nossa língua?


Para refletirmos sobre isso, resolvi fazer um passeio sobre essas expressões em outros idiomas também!


Então vamos lá:







Know-How

A expressão americana know-how, que talvez seja mais comum aos nossos ouvidos, está muito ligada aos conhecimentos práticos adquiridos por uma empresa ou um profissional, que traz para si vantagens competitivas. Possui know-how a organização que consegue dominar o mercado por apresentar conhecimento especializado (fórmulas secretas, informações, tecnologias) sobre algum produto ou serviço que os concorrentes não possuem.


Savoir-faire

Em francês, Savoir-faire está também muito relacionada ao saber se comportar corretamente em determinadas situações sociais. A pessoa que possui Savoir-faire é aquela que entende muito de um assunto e realiza suas atividades com elegância e requinte. Possui tato para tratar e negociar.

Nada mal, hein?


Saper Fare italiano

Já o Saper Fare italiano está diretamente ligado ao fazer artesanal. Lá, é chamado de arte com orgulho e é uma das excelências que distinguem o país no mundo.


Aprendi rápido que a Itália não é rica apenas em monumentos e paisagens, mas que suas cidades permitem aos visitantes mais atentos e curiosos descobrirem inúmeras lojas e oficinas históricas, onde a tradição artesanal se transmite com paixão.


Quando eu penso no saber fazer penso numa mistura de tudo isso. Conhecimento especializado que nos faz distinguir, realizar nossas tarefas com tato e elegância, mas com tradição, respeito pela memória e transmitido sempre que possível.



Quando falo no saber fazer bolsas artesanais, logicamente me refiro às técnicas de modelagem, de montagem, de como usar as ferramentas e maquinário da maneira correta. Mas é um pouco mais do que isso. É também sobre valorizar a origem desse conhecimento, a história por trás de cada processo e das pessoas envolvidas nele.


Trazer esse saber fazer com orgulho para a realidade dentro dos nossos ateliês é o futuro, e não coisa do passado. Pense nisso na hora de produzir e promover os seus produtos. Como eles foram feitos, qual é a história por trás da escolha das matérias primas, quem realizou cada uma das etapas e como ela aprendeu tudo isso.


Faz sentido pra você?


Para a Louis Vuitton faz :)

A Louis Vuitton, nasceu de um trabalho artesanal. Preservar os métodos consagrados pelo tempo junto com o Savoir-Faire único é essencial para o sucesso duradouro da marca. Criada em 2010, a École des Savoir-Faire identifica, formaliza e facilita a transmissão do Savoir-Faire da Maison, de técnicas tradicionais a inovações tecnológicas. A agilidade e o aspecto personalizado da escola permite, ano após ano, formar a próxima geração de artesãos, preservando o Savoir-Faire Louis Vuitton.


Gisele Germany


1 comentário

Posts recentes

Ver tudo